Alguns elementos decorativos são verdadeiros clássicos e nunca saem de moda. É o caso do tapete, que é usado há séculos sem perder sua importância. Ele tem função de proteger o piso, serve como isolante térmico e, ainda, destaca o estilo de décor escolhido para o ambiente. Para isso, é preciso saber como fazer uma decoração com tapetes da forma correta.

Afinal, é preciso atentar a alguns detalhes, como cores, padrões, materiais, formatos e tamanhos. Com as dicas a seguir, você descobrirá como deixar seu lar mais requintado e bonito usando tapetes da maneira ideal. Acompanhe!

1. Considere o tamanho do ambiente

Para acertar no tamanho do tapete é preciso se basear nas medidas dos cômodos e da mobília. Abaixo, veja quais devem ser as medidas de acordo com cada ambiente:

  • sala de estar: o tapete deve entrar cerca de 20 cm sob o sofá. Caso haja poltronas, elas devem estar completamente sobre a peça, ou seja, o tapete deve ter área maior do que o objeto;

  • sala de jantar: a medida do tapete deve ser de no mínimo 60 cm além do tamanho da mesa. Assim, quando as cadeiras forem afastadas para que se sentem à mesa, elas permanecerão sobre a peça sem risco de enroscar nas bordas;

  • quartos: uma peça sob a cama com folga de 60 cm em cada lado e 1 metro nos pés garante conforto sempre que levantar da cama. Uma alternativa é utilizar duas passadeiras, sendo uma em cada lado;

  • cozinhas: utilize uma passeira logo em frente a pia com tamanho proporcional ao da bancada.

2. Escolha a textura correta para cada ambiente

A textura e o material do tapete são fundamentais tanto para garantir a sofisticação quanto para acrescentar o conforto necessário. Na sala de estar e nos quartos opte pelo tapete no modelo shaggy, que são aqueles fofinhos e com pelo alto. Afinal, são locais para descansar e para relaxar após um dia agitado.

Já espaços de grande circulação, tais quais hall de entrada e corredores, requerem um material mais resistente e fácil de limpar, como as fibras. Esses modelos também são excelentes para sala de jantar. Por as fibras serem curtas, os pés da cadeira não enroscarão e, ainda, caso caia comida ou bebida, a higienização é mais fácil. O mesmo vale para a passeira da cozinha.

3. Combine as cores e estampas com a decoração

Como uma das funções do tapete é ressaltar a proposta de decoração, é essencial que ele harmonize com o ambiente. Então, se o papel de parede, sofás ou cortinas forem estampados, aposte em uma peça neutra para equilibrar. Não precisa ser liso, contanto que não crie um grande contraste.

O mercado conta com uma infinidade de estampas e cores. A dica é escolher uma peça com ao menos um tom que esteja presente, mesmo que de forma sutil, em algum outro elemento do espaço, a exemplo das almofadas, sofás, móveis, cortinas ou, até mesmo, paredes.

4. Ouse na composição

Se você quiser dar mais personalidade ao ambiente, saia do comum e ouse na composição com mais tapetes em um mesmo espaço. Por exemplo, um modelo com fibras naturais funciona perfeitamente como uma moldura para um tapete de lã em com tamanho menor.

O segredo da sobreposição é apostar em uma peça mais básica para servir como base e ousar no tapete de cima. A regra também vale para utilizar dois tapetes não sobrepostos. Ou seja, opte por um estampado e outro liso, mas com uma das cores da estampa.

No entanto, a tendência atual de decoração com tapetes é utilizar duas peças estampadas. Para não errar, escolha padrões diferentes, mas com cores iguais.

Agora que você já sabe como compor uma decoração com tapetes, é só escolher as peças ideais para deixar seu lar mais aconchegante e com muito mais sofisticação e requinte. Por ser um elemento decorativo que não pode faltar, é preciso escolhê-lo com cuidado, lembrando das dicas que apresentamos.

Aliás, utilizar tapetes é um excelente truque para esconder pequenas falhas no revestimento do piso. Você encontrará mais detalhes sobre essa e outras dicas em nosso post com 4 ideias criativas para decorar apartamento alugado. Não deixe de ler!